Scooter da Iros – Vintage 150cc

Recentemente comprei uma scooter da Iros (com muuuito medo é claro), chamada Vintage 150cc.
Quando a ví pela primeira vez, achei ela linda, lembrava muito aquelas vespas antigas (sonho de consumo por sinal). Comprei ela, usada mesmo, ano 2008/2009, porém com 3.500km rodados, o que me deixou perplexo…investiguei mais a fundo, e percebi que o antigo dono havia caído com ela, e ficou traumatizado com motos, por isso quis vende-la.

O fato de ela pertencer ao padrão GY6 (vindo da Honda por sinal) de produção, não me preocupou, pelo contrário, percebi que poderia encontrar muitas peças de outras motos que poderiam ser utilizadas nela, e realmente é possível (Dafra Laser e Sundown Future são alguns exemples de mesma motorização). Enfim, como a scooter ficou muito tempo parada, levei ela num mecânico que conhecia, de confiança obvio, que me ajudou a desmontar ela inteira, e verificar todas as peças e desgastes das mesmas, percebemos que o carburador precisava de uma limpada, e que a correia do CVT estava pouca desgastada, quase nova, mas aproveitei e comprei no Mercado Livre, uma de kevlar, pra não ter dor de cabeça.

Até hoje não tive trabalho algum com ela, por incrível que pareça, a scooter é surpreendentemente de boa qualidade e bem montada, pena os chineses que realizam a fabricação de suas peças, não investirem em melhores materiais. Seus parafusos e porcas são de um metal pouco resistente, mas que felizmente são baratos de trocar, fora isso, é só alegria!

Atualmente ela tem realizado consumo médio de combustível, entre 22km/L à 30km/L, o que não é tão alto, já que se trata de uma 150cc carburada. Minha última modificação, foi a troca de um escapamento, pois o meu estava enferrujado (o antigo dono deixava ela na chuva, sem proteção alguma) por este motivo, ela dava uns estouros muito feios, e não era regulagem de carburador ou outra falha na ignição, era entrada de ar pelo escape furado. Outra mudança foi o peso dos roletes por um conjunto de 2g mais pesados, para aumentar um pouco a velocidade final, hj tenho chegado aos 110km/h mas não recomendo, pois nossas scooters foram feitas para circular em baixa rotação, dentro das cidades.

Para quem está na dúvida, a Iros Vintage é uma excelente scooter, muito bonita visualmente, tem mecanica barata e simples, e uma gama de modificações que podem ser realizadas nela.

Não recomendo a utilização da concessionária, são careiros e demoram muito para realizar manutenções básicas e simples. Procure um mecânico de confiança e seja feliz!

Espero ter ajudado na escolha, scooter é o melhor meio de transporte! Ande sempre com segurança!

Att.,

Artur Bernardo Rocha

Nota do SCB – A Iros é uma típica GY6, sobre um chassi genérico e uma carcaça plástica, existem muitas peça sem comum com outros modelos. Não espere muito apoio e pós vendas, nem peças, por isso recomendamos cautela ao de adquirir produtos GY6.